OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Aparato policial é mobilizado depois que usuário da rodovia GO-437, encontra por acaso artefatos explosivos conhecidos como emulsão explosiva, fato ocorrido na tarde desta segunda-feira, 15/02/2016, no município de Silvânia.

Soldado Santos do BOPE, dentro da cratera
de aproximadamente três metros de
circunferência por dois metros de profundidade,
resultado da explosão das bananas
de emulsão explosiva.
Foto: Christiano Lobo.
Na tarde desta segunda-feira, 15/02/2016, um motorista que passava pela GO-437, parou na altura do km-11, há aproximadamente 13 quilômetros da saída da cidade de Silvânia, para fazer suas necessidades fisiológicas, quando em meio a pedras implodidas para construção daquela rodovia, se deparou com quatro artefatos explosivos conhecidos como emulsão explosiva geralmente utilizados em explosões e implosões.O
mesmo acionou via telefone funcional a viatura 7459, em equipe composta pelo Cabo Gomes e Soldado Ludgerio lotados no 3°Pelotão de Polícia Militar de Gameleira de Goiás, subordinados à 47°CIPM, de Silvânia, que se deslocaram para o local e constataram a veracidade da informação, em seguida, preservaram o local, e acionaram a viatura CPU-Comando de Policiamento da Unidade, 7529, em equipe composta pelo Sargento Valdineis e Soldado Inácio, que se deslocaram para o local e informaram o Comandante da 47°CIPM, Capitão Paz, que acionou uma equipe do BOPE-Batalhão de Operações Especiais, de Goiânia, na viatura 7284, em equipe composta pelo Cabo Vinicios e Soldado Santos que chegaram no local por volta das 18h 50min, e iniciaram os procedimentos para explosão dos artefatos, onde com a ajuda de uma cavadeira foi feito um buraco no solo de aproximadamente 20 cm de diâmetro por 50 cm de profundidade, há algumas dezenas de metros de distância e em local seguro.
A GO-437, foi interditada e o procedimento de explosão foi executado onde um dos policiais do BOPE, (Soldado Santos), utilizando uma vestimenta especial, transportou os artefatos em uma bolsa até o local da explosão, em seguida a GO-437, foi interditada por pelo menos 1 km de cada lado,  e por volta das 19h 48min, os explosivos foram detonados.
O resultado foi a formação de uma cratera de aproximadamente três metros de circunferência e dois metros de profundidade.
O procedimento foi qualificado pela equipe do BOPE, como "padrão", ou seja, tudo transcorreu como planejado.
Artefatos explosivos da firma como foram encontrados.
Foto:Christiano Lobo.

Trecho da GO-437, preservado pela Polícia Militar, 47°CIPM.
Foto: Christiano Lobo.

Viatura 7284, do BOPE.
Foto: Christiano Lobo.

Cabo Vinicios e Soldado Santos (ambos do BOPE), nos primeiros contatos com os explosivos.
Foto: Christiano Lobo.

Cabo Vinicios auxiliando o Soldado Santos (ambos do BOPE) a se paramentar com vestimenta de proteção contra explosões.
Foto: Christiano Lobo.







Da esquerda para a direita: Sargento Valdineis, Soldado Inácio, Soldado Ludgerio, Cabo Vinicios, Soldado Santos e Cabo Gomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário