OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Ferrovia Norte-Sul é marcada por denúncias de cartel, lavagem de dinheiro e crimes de licitação.

Notícias

Desde que a presidente afastada Dilma Rousseff inaugurou trecho entre Palmas e Anápolis, em 2014, apenas um transporte de carga foi realizado pela ferrovia a partir de Goiás
Diomício Gomes

Da locomotiva as autoridades acenavam, era chegada a hora de promover logística exportadora mais competitiva, reduzir custos e induzir maior ocupação econômica no Cerrado. Foram 27 anos da retomada das obras à conclusão da Ferrovia Norte-Sul até Anápolis. Mas de 22 de maio de 2014, quando a presidente afastada Dilma Rousseff inaugurou o trecho goiano, apenas três transportes, sendo um de carga, ocorreu a partir dali e as incertezas continuam.

Neste período, o que mais aconteceu foram sequentes denúncias de cartel, lavagem de dinheiro e crimes de licitação referentes às obras em Goiás. O primeiro uso foi em abril de 2015, com o transporte de 18 locomotivas da operadora VLI. Oito meses depois, a primeira e única carga – 26 mil toneladas de farelo de soja da Granol – seguiu para o Porto de Itaqui (MA). Este ano, uma locomotiva da VLI também passou pelo trecho goiano.
Crise econômica, falta de regulamentação clara, desvios e uma série de fatores como estrutura nos portos e preço do frete somam-se em uma conta que afasta a demanda da malha a partir de Goiás. Cálculo complexo quando se considera que na mesma ferrovia em seu tramo norte as cargas transportadas aumentaram 24% no último ano, segundo relatório da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
No tramo sul, entre Palmas (TO) e Anápolis (GO), a concessão é da Valec – que cuida da gestão da circulação dos trens e manutenção. Por meio de nota, a estatal explica que o trecho está em plenas condições operacionais e com licenças de operação concedidas pela ANTT e pelo Ibama em 2015. Porém o transporte depende da iniciativa privada, de negociações comerciais entre os operadores logísticos e os donos de cargas.
Segundo a Valec, estão previstas novas viagens para este ano, tanto da Granol quanto do Porto Seco Centro-Oeste, com origem na cidade goiana. A estatal informa ainda que está em processo de negociação o transporte de contêineres por uma operadora ferroviária de Minas Gerais. Procuradas, as empresas informaram que há apenas a expectativa, mas sem previsão de data para o efetivo uso, novamente, pontual.
Histórico da linha férrea
Histórico da linha férrea

Fonte: Reprodução/O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário