OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Reflexão:"O povo não sabe o que quer da Polícia".

"O povo não sabe o que quer da polícia.
Quando a polícia prende um pedófilo com garantia de todos os seus direitos começam a dizer: por que não deixaram matar... joga numa cela para ser estuprado, tem que matar.

Daí a polícia prende um ladrão, e dizem, bandido bom é bandido morto. Mas quando o policial entra em confronto, acaba matando o bandido, e descobrem que a arma era de brinquedo, dizem: Ahhhh, tinha que ter atirado na perna primeiro. Deveriam tomar mais cuidado. Se fazem uma abordagem de uma pessoa "normal" que desobedece a ordem de mão na cabeça, e o policial começa a berrar "mão na cabeça, mão na cabeça", acham que o policial age com abuso, pois não deveria ser tão grosso. Mas se a pessoa não é assim tão de bem, pega uma arma e atira, daí dizem que o policial foi desatento, que nessas horas tem que meter bala.
É uma loucura. Espera-se tudo e mais um pouco de um policial.
A única coisa que não se faz é se colocar no lugar desses homens e mulheres, que todos os dias deixam suas famílias em casa para nos servir e proteger, colocando suas vidas literalmente em risco. Profissionais que tem menos de um segundo para tomar decisões diante do inesperado. E essas decisões criticamos apontando o que teríamos feito depois de horas e horas pensando no assunto. Decisões que analisamos no conforto dos nossos sofás ou sentados atrás de uma mesa no ar condicionado.
A verdade é que nossos policiais são HERÓIS, sejam eles militares, civis, federais, rodoviários, ambientais. E também são heróis nossos praças das forças armadas, que fazem trabalhos que ninguém mais faz. Mas não nos contentamos. Exigimos que sejam SUPERheróis!"

Mensagem postada pela Juíza Karen Schubert Reimer, juíza da 1° Vara Criminal da Cidade de Joinville, Estado de Santa Catarina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário