OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

domingo, 5 de março de 2017

Família do Distrito Federal é vítima de latrocínio em Luziânia (GO).

Os bandidos atiraram no carro e os tiros atingiram duas mulheres que estavam no banco de trás.Uma morreu


Alessandra Modzeleski - Especial para o Correio , Carolina Gama - Especial para o Correio , Marina Adorno - Especial para o Correio

Uma família foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, no início da noite de sábado (4/3) em uma rua na área rural de Luziânia (GO). Moradores do Gama, eles voltavam de Corumbá IV, onde passaram o sábado. Na estrada, foram abordados por dois homens armados com um facão e uma espingarda. O motorista do veículo se assustou e acelerou. Os bandidos feriram um passageiro com uma facada e, durante a fuga da família, atiram no carro, atingindo duas mulheres. Uma das vítimas morreu. Quatro pessoas estavam na caminhonete.


A dupla planejou o crime colocando galhos e madeiras na estrada para dificultar a passagem dos veículo. Sem conseguir passar, o passageiro da frente do carro da família desceu para retirar os entulhos da estrada, quando os criminosos, encapuzados, anunciaram o assalto. O homem armado com facão atingiu as costas da vítima que estava fora do veículo. Ele entrou rapidamente no carro e o motorista, assustado, acelerou. Os dois bandidos atiraram contra a caminhonete, atingindo duas passageiras, de 15 e 25 anos, que estavam no banco de trás.

As vítimas foram socorridas e levadas para o Hospital Santa Luzia, em Luziânia, por volta de 5 horas da manhã. Yasmin Luciene, 25 anos, baleada no pesçoco, não resistiu aos ferimentos e chegou morta à unidade de saúde. Atingida no rosto, Jhenyfer Machado, 15 anos, precisou ser encaminhada para o Hospital de Base, onde permanece internada em observação, segundo o irmão de Yasmin e tio de Jhenifer, Wellington Rodrigues, bombeiros militar, 38 anos. O homem atingido pela facada foi levado para o Hospital Regional do Gama, medicado e recebeu alta.


Yasmin Luciene, 25 anos, baleada no pesçoco, não resistiu aos ferimentos e chegou morta ao hospital


"Minha mãe e pai já sabem da morte da minha irmã e lamentamos muito. A minha sobrinha até o momento não teve nada. Está estável, em observação. Mas ainda corre risco porque tem estilhaços no cerébro dela", relatou Wellington. O enterro de Yasmin será na segunda-feira (6/3), no Cemitério do Gama.

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, para fugir do local, a dupla roubou outro carro que passava no local, próximo ao Setor Fumal. No entanto, eles perderam o controle do carro, acabaram batendo e, por fim, abandonaram o local. A polícia chegou e os moradores na região informaram onde os bandidos estavam. O choque realizou um cerco na casa. Eles estavam escondidos no telhado da residência.

À polícia, os dois confessaram o crime. Na casa onde estavam escondidos, foram encontradas as roupas e a arma utilizada no crime, uma espingarda calíbre 20. As vítimas reconheceram os homens. Eles foram presos em flagrante, ainda na noite de sábado. César Moreira da Silva e Jefferson Tavares de Souza estão no Centro de Inserção Social (CIS) de Luziânia responderão por latrocínio.

Repercussão

Nas redes sociais, o clima é de sofrimento. Parentes e amigos das jovens que foram vítimas do assalto em Corumbá IV se manifestam. As mensagens lamentam a perda de Yasmin, rezam pela recuperação de Jhenifer e pedem que justiça seja feita para os dois bandidos.
Familiares e amigos lamentam morte de Yasmin Luciene










Fonte:Reprodução/Correio Braziliense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário