OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

domingo, 12 de novembro de 2017

As vésperas de completar uma semana que recebeu sinalização horizontal, quem passa pela faixa de pedestres elevada recém construída na Avenida Mário Ferreira, neste domingo, 12/11/2017, já não visualiza pintura.Continuação da obra na pista em frente ao Banco do Brasil, não aconteceu no último sábado, 11.

A sinalização horizontal da faixa de pedestres elevada, construída recentemente na Avenida Mário Ferreira, em Silvânia, que recebeu pintura na última segunda-feira, 06/11/2017, já é quase que imperceptível, ou seja, neste domingo, 12, quem passa pelo local dificilmente verá a pintura que nesta segunda-feira, 13, completa sete dias, que foi feita.

Sinalização horizontal (pintura), feita na última segunda-feira, 06/11/2017, imagem captada com a pista interditada.
Foto:Arquivo/Blog Olhar Cidadão Silvaniense.

Tinta inapropriada?
Fato é, que serviço parecido foi feito pouco mais de um mês atrás, na maioria dos quebramolas da cidade que receberam uma tinta inapropriada, as vésperas da inauguração da Biblioteca Municipal, quando a cidade recebeu um encontro de escritores e dias depois as vésperas da EXPOAGRO, onde a pintura começou a se apagar no dia de que foram feitas.

Além de não cumprir com sua função, que é sinalizar e evitar acidentes e outros transtornos, o fato revela outras situações preocupantes:
*Dinheiro público sendo jogado fora e sendo usado sem planejamento e de forma ineficaz;
*Via de grande fluxo de trânsito, a Avenida Mário Ferreira, fica interditada por longos períodos restringindo o acesso a agências bancárias, lotérica, lojas e demais comércios;
*Pelo menos cinco acidentes já teriam sido contabilizados no local.

Cidadãos tem reclamado da forma com que a faixa de pedestres elevada da Avenida Mário Ferreira, foi construída, muitos comparam com outras existentes em cidades como Anápolis, Goiânia, Brasília, entre outras, e questionam a inclinação da rampa de acesso, que segundo apontam, ficou muito acentuada, formando "uma testa" afirmam.

A continuação da construção da referida faixa de pedestres elevada, que contemplaria a pista localizada em frente ao Banco do Brasil, dando livre acesso para cadeirantes e demais portadores de necessidades especiais, de uma calçada a outra, que estava programada para este sábado, 11, não aconteceu.

Mais uma obra mal feita e inacabada em Silvânia.
PRIMEIRO, VOCÊ VÊ AQUI!
BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE, INDISCUTIVELMENTE, VOCÊ BEM INFORMADO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário