OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Eclipse total, superlua, lua azul e lua de sangue fazem da noite desta quarta-feira, 31/01/2018, uma noite especial em alguns pontos do mundo.

Imagem:Reprodução/Fatos Desconhecidos.
Um raro fenômeno astronômico ficará visível no céu de algumas partes do mundo na noite desta quarta-feira, 31/01/2018.

Trata-se, de eclipse total, superlua, lua azul e lua de sangue.

O último eclipse total de "superlua azul de sangue" nos EUA foi há cerca de 150 anos, em março de 1866.

O eclipse com lua avermelhada só poderá ser visto na Ásia e na costa oeste dos EUA", dizem especialistas.

No Brasil segundo especialistas só poderá ser visualizado a superlua infelizmente.

Entenda o que é um eclipse total, superlua, lua azul e lua de sangue:

*Eclipse lunar

Neste 31 de janeiro, a Terra, o Sol e a Lua vão se alinhar, provocando um eclipse lunar total.

Na América do Norte, o eclipse será visível antes do amanhecer de 31 de janeiro.

Também ficará visível na Ásia, Austrália, Nova Zelândia e no leste da Rússia. Mas não na maior parte da América do Sul, da África e da Europa Ocidental.

*Superlua

O termo se refere à Lua cheia no ponto mais próximo em sua órbita ao redor da Terra. Essa proximidade faz com que a Lua aparente ter tamanho maior.


Quando a Lua aparenta de 10% a 15% maior, a mudança é considerável e visível a olho nu".

A superlua de 31 de janeiro será a terceira de algo que a Nasa chamou de "trilogia de superluas", já que essa ocorrência foi registrada também em 3 de dezembro de 2017 e 1º de janeiro de 2018.

*Lua azul

A superlua é a segunda lua cheia que teremos em janeiro.

Trata-se de um mês com duas luas cheias. Quando isso ocorre, é chamado de lua azul.

*Lua de sangue

Os observadores do eclipse verão uma grande Lua de cor avermelhada, a chamada "lua de sangue".

Isso, explicam os especialistas, se deve ao efeito da atmosfera terrestre.

Quando a Lua está dentro da sombra da Terra, com o Sol completamente bloqueado da superfície lunar, os raios solares se curvam ao passar pela atmosfera terrestre.

A atmosfera age como uma lente e curva o raio a ponto de que os nasceres e pores de sol (de luz vermelha e laranja) iluminam a Lua. Cada eclipse lunar é diferente. As cores variam de laranja claro ao (temporário) desaparecimento completo da Lua no céu."

Com informações de BBC Brasil e imagem de Fatos Desconhecidos.
BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE, REFERÊNCIA EM INFORMAÇÃO, INDISCUTIVELMENTE, VOCÊ BEM INFORMADO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário