OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Amontoado de silagem de milho derrubado por caminhão na tarde deste domingo, no início da Avenida Dom Bosco, ao lado do Cemitério Municipal, provoca queda de motociclista no início da manhã desta segunda-feira, 09/07/2018.Sem a devida fiscalização caminhões de carga seca seguem transitando sem o uso de lonas na avenidas e ruas de Silvânia.


Um motociclista que trafegava pelo início da Avenida Dom Bosco, ao lado do Cemitério Municipal de Silvânia, caiu da motocicleta que conduzia no início da manhã desta segunda-feira, 09/07/2018, após passar sobre um amontoado de silagem de milho que foi derrubado por um caminhão no início da tarde deste domingo, 08.

O fato ilustra uma série de problemas pontuais que ocorrem nas ruas e avenidas da zona urbana, sem ações efetivas e de fiscalização de forma exemplar por parte do Poder Público Municipal de Silvânia, através de órgãos como Superintendência Municipal de Trânsito e Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Diversas matérias sobre o assunto já foram produzidas pelo Blog Olhar Cidadão Silvaniense, e as consequências do tráfego pesado e sem o uso de lonas nas ruas e avenidas da cidade, seja ao transportar barro, areia, cascalho, cavacos de lenha, silagem, entre outros.

Caminhões e carretas com os canos de descarga (escapamentos) voltados para o chão sopram a poeira, levantando e sujando residências e comércios.

Acordos e apoios políticos firmados em períodos eleitorais garantem que estes absurdos continuem acontecendo sem a devida fiscalização e providências cabíveis.

A Câmara Municipal não exerce seu poder e atribuição de fiscalização.

As consequências são danosas:

*Tubulações de água tratada estouram frequentemente;

*Poeira incomoda e causa problemas;

*Buracos se formam frequentemente nas ruas e avenidas.

O Poder Público Municipal é omisso em fiscalizar, todavia, não realiza a devida manutenção nas ruas e avenidas, enquanto isso, quem não paga IPTU, tem seu nome protestado em cartório.

É um alto preço pago pela maioria da população Silvaniense, em detrimento de poucas pessoas ao tempo que a construção de um anel viário e a consequente proibição do tráfego de caminhões e máquinas pesadas pela zona urbana de Silvânia, se faz urgente e necessário.

No período que antecede as eleições para deputados estaduais, deputados federais, senadores, governador e presidente, que tal cobrar a construção de um anel viário para Silvânia?
PRIMEIRO, VOCÊ VÊ AQUI!
Depois...

BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE, REFERÊNCIA EM INFORMAÇÃO, INDISCUTIVELMENTE, VOCÊ BEM INFORMADO!

REPRODUÇÕES SÃO AUTORIZADAS DESDE QUE A FONTE DAS INFORMAÇÕES SEJA DIVULGADA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário