OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

EXCLUSIVO:Empresa que teve empresários presos pela Polícia Civil, em Pirenópolis, na manhã desta quarta-feira, 06/02/2019, é a mesma que possui contratos de prestação de serviços de limpeza com a Prefeitura Municipal de Silvânia.

A empresa Amarilis Prestacional Eireli-ME, cujo nome fantasia é Soma, que teve contratos de prestação de serviços de limpeza com o município de Silvânia de 23/01/2018 a 31/12/2018, e que ainda presta serviços para o município, é a mesma empresa que teve diretores presos pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira, 06/02/2019, na cidade de Pirenópolis.

Operação da Polícia Civil em Pirenópolis.
Foto:Reprodução/Mais Goiás.
Em Pirenópolis, além dos diretores da Soma, foram presos os secretários de
infraestrutura e administração, um controlador interno, um assessor jurídico e um assessor especial, todos da prefeitura.

As investigações da Polícia Civil apontaram que a empresa Amarilis Prestacional-Eireli-ME, nome de fantasia Soma, conforme contrato com o município de Pirenópolis, era responsável pela coleta de resíduos sólidos urbanos do tipo domiciliar e comercial, varrição manual de vias e logradouros públicos, poda de gramas, jardins, canteiros e roçagem de áreas e prédios públicos, coleta de entulhos, restos de materiais de construção e galhos, locação de caminhões trator, rolo compactador, escavadeira e trator de esteira. Os serviços eram prestados nos locais determinados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Trânsito, que também ficava responsável por conferir as medições de trabalho em planilha orçamentária apresentada pela contratada sempre no último dia de cada mês, subtraía recursos públicos do município de Pirenópolis, através de desvios.

Os presos que não tiveram seus nomes divulgados, foram conduzidos para a DEIC-Delegacia Estadual de Investigações Criminais, em Goiânia. Ao todo, oito mandados de prisão e outros 13 de busca e apreensão foram cumpridos naquele município e na capital do Estado. As diligências estão sob coordenação da delegada Mayana Rezende.

O valor do contrato com o município de Pirenópolis, pelo menos entre 02 de abril de 2018 a 31 de dezembro de 2018, foi de 3,42 milhões de reais.

Em Silvânia, um contrato da empresa Soma com o município, no ano de 2018, foi de 2 milhões, novecentos e quarenta mil reais, com vigência de 23/01/2018 a 31/12/2018.

Este ano estranhamente, não há no portal da transparência, nenhuma publicação sobre contratos com a empresa, todavia, é possível ver os funcionários trabalhando pelo município.

Infelizmente, em Silvânia, aqueles que deveriam estar a par dessas situações tendo como função constitucional fiscalizar, legislar e informar o cidadão, que são os vereadores, seguem inertes, uma vez que todos, com talvez uma rara exceção, são da base aliada do prefeito municipal, sendo omissos nas suas obrigações de defender os direitos da população, todavia... vendas e doações de áreas públicas são votadas sem detalhar e consequentemente informar esclarecidamente, para o cidadão Silvaniense, que na prática e o legítimo patrão destes "funcionários públicos", enquanto isso, os desmandos, as obras mal feitas, inacabadas, os remendos, os buracos, a poeira, a lama... seguem acontecendo.

Com informações de Mais Goiás, Blog Olhar Cidadão Silvaniense.
PRIMEIRO, VOCÊ VÊ AQUI!
Depois, vão reproduzir por aí, sem citar a fonte das informações.

PUBLICAÇÕES PODERÃO SER ATUALIZADAS A QUALQUER MOMENTO.


BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE, REFERÊNCIA EM INFORMAÇÃO, INDISCUTIVELMENTE, VOCÊ BEM INFORMADO!

REPRODUÇÕES SÃO AUTORIZADAS DESDE QUE A FONTE DAS INFORMAÇÕES SEJA DIVULGADA.

NOSSAS PUBLICAÇÕES VEM SENDO REPRODUZIDAS SEM QUE SE TENHA O CARÁTER E O PROFISSIONALISMO DE CITAR A FONTE:
BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE.

COMENTÁRIOS QUE NÃO TENHAM O MÍNIMO DE RESPEITO, SERÃO DELETADOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário