OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

terça-feira, 26 de maio de 2015

Celular e direção, uma mistura perigosa.Multas já estão sendo aplicadas.

No último dia 22/05/2015, o Blog Olhar Cidadão Silvaniense, publicou uma matéria entitulada 47° CIPM, em breve iniciará a fiscalização do uso de aparelho celular ao dirigir.Ação acontecerá nas três cidades atendidas pela Companhia, sediada em Silvânia.
Mais uma vez, tocamos no assunto, até mesmo no sentido de informar que as multas já estão sendo feitas, e os infratores, só venham a ter conhecimento quando receberem as notificações, tendo em vista que as multas podem ser lavradas mesmo sem a abordagem da autoridade policial, tal procedimento e resguardado pelo CTB.
Falar ao telefone e dirigir ao mesmo tempo é uma das infrações de trânsito mais cometidas por motociclistas.Quem é flagrado nessa situação está sujeito às penalidades do CTB - Código de Trânsito Brasileiro.
O condutor recebe multa de R$ 85,13 e ainda perde quatro pontos na sua CNH. Mesmo o infrator não sendo parado, o Policial Militar poderá lavrar a infração. Neste caso, a multa irá para o proprietário legal do veículo. Portanto, muito cuidado a quem emprestar seu carro ou moto.
O comandante da 47ª CIPM, Capitão Paz, conta que mesmo diante da presença de uma viatura policial, muitos condutores cometem infrações. “Chega ao absurdo de observarmos motociclistas em trânsito com viseira aberta ou com o capacete erguido, enquanto conversam ao celular. Ou ainda, carros com outros ocupantes, inclusive família, o veículo em movimento e o condutor falando ao celular. Esse tipo de condutor parece acreditar que sua necessidade de atender uma ligação é maior que o risco de um acidente, ou mesmo de receber uma multa”.
O objetivo principal desta nota de ciência não é a aplicação de multas, mas sim um ALERTA para que o condutor busque uma mudança de comportamento estando ao volante, a fim de diminuir sensivelmente a possibilidade de se envolver em um acidente grave, colocando em risco sua vida e a de terceiros. Tudo porque optou por falar ao celular dirigindo, quando o correto é “parar o veículo para atender a ligação com segurança”.
E não é somente o celular que “não pode ser usado estando ao volante”. Bluetooth, fones de ouvido e outros equipamentos similares também são proibidos, pois tiram a atenção do motorista no trânsito.
O mesmo vale para o envio de mensagem de texto via celular, SMS, WhatsApp ou similares. Segundo levantamentos, a chance de uma colisão aumenta 23 vezes durante a digitação da mensagem. Em um segundo, o motorista percorre 17 metros sem atenção, ou seja, Uma letra é o suficiente.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1,3 milhões de pessoas morrem por ano em acidentes de trânsito. No Brasil o uso do celular é a quarta maior causa de acidentes de trânsito. Para reduzir esses números, o Ministério das Cidades, em parceria com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), criou um aplicativo para celulares que evitam que o usuário transgrida as leis de trânsito.
O Mão no Volante bloqueia as chamadas enquanto o usuário estiver dirigindo e envia uma mensagem para quem ligou: - Estou dirigindo, ligo mais tarde. A idéia é conscientizar os motoristas a não falarem ao telefone enquanto dirigem.
O Código Brasileiro de Trânsito, caracteriza as infrações da seguinte forma:
        *Art. 252. Dirigir o veículo:
        VI - utilizando-se de fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular;
        Infração - média;
        Penalidade - multa.
Evite aborrecimentos!
Não dirija falando ao celular!
As multas já estão sendo aplicadas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário