OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Governo apresenta calendário dos novos concursos para forças policiais em Goiás.

Vida Urbana

O vice-governador e secretário de Segurança Pública também vai anunciar a plataforma de informações para acesso aos dados sobre segurança público no Estado
Divulgação/PMGO

O cronograma dos concursos públicos para preenchimento de 3.396 vagas da polícia será anunciado nesta quinta-feira (30) pelo vice-governador e secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, José Eliton, em entrevista coletiva.

 O secretário também vai apresentar a nova plataforma de informações que estará disponível a partir do dia 1º no site da SSPAP. Segundo José Eliton, o sistema permitirá o livre acesso da imprensa, instituições de pesquisa e análise, e de todos os cidadãos aos dados estatísticos referentes à criminalidade.

Os concursos dispõem de 280 cargos para agente de Polícia Civil substituto, 220 para escrivão de Polícia Civil substituto, 2.500 para soldado de 3ª classe da Polícia Militar e 250 para soldado de 3ª classe do Corpo de Bombeiros Militar. E, ainda: 36 cargos para delegados de Polícia Civil, 80 para oficiais da Polícia Militar e outros 30 para fiscais da Superintendência de Defesa do Consumidor (Procon). Total: 3.396 funções nas estruturas das três forças de segurança pública do estado
 O secretário de Segurança Pública também anunciará a convocação de 50% dos aprovados no último concurso para policiais papiloscopistas. Dos 100 aprovados, serão chamados 50 profissionais que vão atuar junto à Direção Geral da Polícia Civil do Estado de Goiás. Eles já fizeram o curso de formação e reforçarão o efetivo de policiais que fazem o trabalho de necropapiloscopia para identificação científica de corpos a serem liberados para as famílias.

Ainda na ocasião, José Eliton formaliza com a Fundação Tiradentes o novo termo de concessão de uso das instalações do Hospital da Polícia Militar, na Cidade Jardim, ampliando a contrapartida da entidade. Com isso, além de oferecer atendimento à saúde e apoio ao Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), a Fundação Tiradentes poderá prestar assistência social e desenvolver programas de prevenção e campanhas de saúde integral e específica aos policiais militares e aos seus familiares.

Fonte:Reprodução/O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário