OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Entrega de bonecas da OVG gera polêmica.

Reprodução/Whatsapp
A Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) em parceria com o Governo do Estado tem como tradição a distribuição de brinquedos para crianças carentes dos municípios nesta época de Natal. No entanto, em 2017, a entrega das bonecas está causando polêmica, porque os brinquedos simulam órgãos genitais.

O deputado estadual Daniel Messac (PSDB) se manifestou contra a entrega dos brinquedos. Segundo ele, os bonecos incentivam a ideologia de gênero. “Estão fazendo uma doutrinação da chamada ideologia de gênero, um mecanismo para destruir as famílias. Sou a favor da ideologia de Gênesis, que fala que Deus criou o homem e a mulher”, afirmou.
O parlamentar informou que já se manifestou à Secretaria de Estado de Educação (Seduce) a sua posição contrária à ideologia de gênero e cobrou explicações sobre o dinheiro público aplicada na aquisição dos brinquedos.
Em uma publicação em sua página oficial no Facebook, o deputado federal e delegado Waldir (PR) também criticou a entrega dos brinquedos. De acordo com ele, as bonecas do sexo feminino possuem órgão masculino e os bonecos do sexo masculino estão usando batom.
“Você acha correto que o dinheiro que pagamos de impostos sejam utilizados dessa forma? Mais preocupante ainda é usar dinheiro público para incitar, incentivar a ideologia de gênero dentro das famílias carentes, quebrando a pureza e ingenuidade de nossas crianças”, escreveu ele.
“As famílias Cristãs têm direito de proteger seus filhos ou vão ser doutrinada agora pela Organização das Voluntárias de Goiás? Pelo Governo do Estado? Quem tem que orientar seus filhos é o Governo do Estado ou os pais? Quem vai reparar esse dano? Vão recolher todas essas armadilhas contra nossas crianças e famílias?” questionou o delegado.
Já o deputado Júlio da Retífica (PSDB) defendeu a distribuição dos bonecos. “Os brinquedos foram comprados no ano passado, porém, eles chegaram atrasados, e devido a isso não puderam ser entregues naquela ocasião. Eles serão distribuídos este ano, normalmente. Não vejo problema nenhum quando a este ato”, explicou.
Segundo o parlamentar, não há o que se discutir quando a ideologia de gênero em relação aos bonecos comprados. “Os brinquedos são divididos em bonecos e bonecas, cada qual com suas respectivas roupas e correspondendo ao sexo de cada brinquedo. Não é preciso colocar chifre em cabeça de égua”, disse ele.
A OVG ainda não se posicionou sobre o assunto. 
Fonte:Reprodução/Diário de Goiás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário