OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Forte chuva que caiu na tarde desta quinta-feira, 14/12/2017, em Goiânia, provocou alagamento e desmoronamento na Marginal Botafogo, alagamentos de ruas, avenidas, do trecho urbano da BR-153, residências e no Hospital das Clínicas.Em Silvânia, a má gestão, e a consequente falta de esgoto pluvial na maior parte da zona urbana, provoca graves transtornos e prejuízos.

Trecho da Marginal Botafogo, que havia desabado em 2015, voltou a desabar nesta quinta-feira, 14.
Clique na imagem para ampliação e melhor visualização.
Imagem:Reprodução/TV Anhanguera.
A forte chuva que caiu na tarde desta quinta-feira, 14/12/2017, na capital do Estado, provocou alagamento e o desmoronamento do trecho da Marginal Botafogo, que havia sido atingido pelo mesmo problema em 2015, e que tinha sido inaugurado recentemente, alagamentos de ruas, avenidas, do trecho urbano da BR-153, residências, e no Hospital das Clínicas.
Corredor do Hospital das Clínicas alagado.
Clique na imagem para ampliação e melhor visualização.
Foto:Reprodução/Whatsapp.

Trecho da Marginal Botafogo, que havia desabado em 2015, voltou a desabar nesta quinta-feira, 14.
Clique na imagem para ampliação e melhor visualização.
Imagem:Reprodução/TV Anhanguera.


Marginal Botafogo alagada na altura da Avenida Independência.
Clique na imagem para ampliação e melhor visualização.
Foto:Reprodução/Whatsapp.
O problema é causado principalmente pela impermeabilização do solo que ocorre em razão do asfaltamento, calçamento de ruas e calçadas, da própria construção de edificações e da cimentação dos quintais e jardins das casas.Formando assim, uma espécie de capa sobre o solo, impedindo que a água seja absorvida.

Todavia, a causa maior, é a falta de infraestrutura, de planejamento e de gestão por parte do Poder Público, em ações efetivas, com antecipação e conhecimento técnico e especializado.

O mesmo acontece em Silvânia, ao longo das diversas administrações municipais.Grande parte das ruas e avenidas da cidade, não possuem esgoto pluvial uma vez que são obras que ficam enterradas e como não são vistas, na cabeça dos gestores, não dão votos, todavia, os problemas causados são catastróficos como alagamentos, danos a pavimentação asfáltica, entre outros.

Abaixo, veja imagem captada por nossa reportagem às 15 horas, desta quinta-feira, 14, na Avenida Quin-Quim Félix (acesso ao Bairro São Sebastião), que mostra o transbordamento do Córrego Lavapés, que recebe metade das águas das chuvas que caem na zona urbana de Silvânia:👇🏼
Trecho da Avenida Quin-Quim Félix, que dá acesso ao Bairro São Sebastião, alagado pelo transbordamento do Córrego Lavapés, que recebe metade das águas das chuvas que caem na cidade de Silvânia.
Clique na imagem para ampliação e melhor visualização.
Foto:Christiano Lobo.
PRIMEIRO, VOCÊ VÊ AQUI!
Depois...

BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE, INDISCUTIVELMENTE, VOCÊ BEM INFORMADO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário