OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Pai encontra cabeça do filho após corpo ser achado na rua, em Luziânia.

Corpo da vítima foi encontrado no sábado (22) e cabeça no domingo (23). Segundo delegado, parentes e amigos serão ouvidos na investigação.
Do G1 GO
Pai de vítima encontra cabeça do filho ao ajudar em buscas feitas pela polícia Luziânia Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Pai de vítima encontra cabeça do filho ao ajudar em buscas feitas pela PM (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
O pai de Oseias Barbosa de Brito, de 29 anos, encontrou a cabeça do filho neste domingo (22), após o corpo da vítima ser achado em uma rua de Luziâniax, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Civil, o parente ajudava nas buscas e viu o membro a cerca de 500 metros de distância do local onde o corpo foi identificado.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Maurício Passerini, o homem foi morto no sábado (22). Ele explica que a Polícia Civil está investigando o caso, mas ainda não há suspeitos do crime. “É um pouco cedo para falar do caso. Nós queremos agora ouvir os familiares e conversar com alguns amigos”, informou em entrevista à TV Anhanguera.
Passerini afirma que exista a suspeita de que a vítima estava bebendo com outras pessoas antes de ser morto. “Informações preliminares apontam que ele estava em um posto de gasolina ingerindo bebidas alcoólicas junto com outras duas pessoas, mas precisamos apurar esses fatos ainda para saber o que realmente aconteceu”, completou.
Violência
Neste ano já foram registrados 17 homicídios em Luziânia, dez a mais do que o total de mortes computadas em janeiro de 2016. O delegado ressalta que os motivos variam entre brigas relacionadas a droga, divisão de produtos de roubo entre assaltantes e discussões banais.
“O ano começou bastante complicado aqui em Luziânia. Começamos com 17 homicídios registrados. A vida está sendo banalizada, não tem mais valor nenhum. É bastante preocupante, mas é bom deixar claro que esse não é só um problema de polícia. O problema da violência vai além, chega à geração de emprego, educação, saúde. Se não, a gente não consegue ter controle sobre isso”, disse.
Fonte:Reprodução/G1goias.

3 comentários:

  1. A sociedade está perdendo a cabeça é com as autoridades. Salários inflados , vida boa, privilégios e poucos investimentos em planejamento familiar, educação, saúde,emprego.

    ResponderExcluir
  2. A familia clama pela justica , sabemos que nada trara o Oseias de volta , mas sera um alivio saber que monstros assim ir preso se nao outras familias tambem pode passar o que esta familia passou , e tambem mudar o CPC para crimes hediondos leis mais severas , pois a sensacao de impunidade aumenta este tipo de violencia.

    ResponderExcluir
  3. Justica a familia clama , crime hediondo nao pode deixar os culpados impune.

    ResponderExcluir