OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Rotam fecha fábrica de falsificação de dinheiro em Goiânia.Policiais prenderam cinco homens e apreenderam impressoras, máquinas de cartão de crédito e mais de R$ 40 mil em notas falsas.

Rotam fecha fábrica de falsificação de dinheiro em Goiânia

Polícia apreendeu mais de R$ 40 mil em notas de R$ 100 falsificadas. (Foto: Polícia Militar)

Cinco homens foram presos em flagrante nesta quinta-feira (13) por falsificação de moeda. Segundo a Polícia Militar, as prisões começaram após uma equipe da Rotam, que estava em patrulhamento no Parque Flamboyant, em Goiânia, abordar um homem suspeito. Com Jhonnatan Fonseca Ferreira, de 28 anos, os policiais encontraram um documento de identidade falso e R$ 3 mil em notas de R$ 100 falsas.
Jhonnatan também possuía um mandato de prisão aberto e foi preso em flagrante. Ao realizar buscas no apartamento do suspeito, policiais encontraram Edson de Assis Arouxa, que confessou ser o responsável pela fabricação de dinheiro falso. No local, a equipe da Rotam apreendeu máquinas de cartões de crédito, cartões clonados e comprovantes de compras ilícitas. No carro de Edson ainda foram encontrados mais de R$ 3 mil em notas falsas.
Aos policiais, Jhonnatan disse que comprou o dinheiro falso de Edson e iria revendê-lo para um indivíduo em uma camionete Evoque, cor branca, que estaria esperando por ele em um posto de combustível próximo. A equipe de Rotam então foi até o local e, assim que visualizou a caminhonete, procedeu a abordagem aos dois homens que estavam no veículo. Bruno Barbosa da Silva, de 29 anos, e Bruno Vieira Lima, 24, estavam com R$ 500 em notas falsas e confessaram que vendiam passagens aéreas adquiridas com cartões clonados e faziam o repasse das notas falsas.
Jhonnatan também informou aos policiais que possuía outra casa no Setor Bueno, em Goiânia. No local, a polícia encontrou Cláudio Roberto de Oliveira Seabra, de 45 anos, que portava documentos falsos. Na residência, que a Polícia Militar acredita funcionar como uma fábrica de moeda falsa, ainda foram apreendidas uma impressora, papéis moeda e R$ 40 mil em notas falsas de R$ 100.
Todos os envolvidos e o material apreendido foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal, em Goiânia, que irá apurar o caso.

Policiais apreenderam máquinas de cartão de crédito e mais de R$ 40 mil em notas falsas. (Foto: Polícia Militar)
Fonte:Reprodução/Mais Goiás.

Um comentário:

  1. Parabéns​ à Rotam .A PM de Go têm sobrevivido à ingerência governamental aos bandidos e a parte dá imprensa que só vê os direitos humanos dos bandidos.

    ResponderExcluir