OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Ladrões de cargas em rodovias do DF e Goiás são alvo de operação da Polícia Civil.

Arma apreendia por policiais durante operação contra roubos em rodovias
(Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Dois helicópteros e 90 investigadores da Polícia Civil do DF estão nas ruas desde as primeiras horas desta segunda-feira (20) para cumprir 14 mandados de prisão temporária e 17 mandados de busca e apreensão contra ladrões de carga. Até as 7h43, nove adultos tinham sido presos (sendo que três deles já estavam em presídios) e um menor de idade, apreendido.


A operação batizada de Anicetus é realizada pela Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF) e ocorre em Samambaia (DF) e em Anápolis, Goiânia e Goianésia, em Goiás.
Segundo a polícia, o grupo é responsável por 90% dos roubos de cargas do DF e de Anápolis. Em uma das ações, eles chegaram a tentar matar um motorista refém que reagiu ao assalto ao passar por um posto da PRF, na BR-060 (pista de acesso a Goiânia).

Os trabalhos começaram há seis meses a partir de investigação da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV) e mostraram ainda que os bandidos tinham um modo específico de agir: normalmente três ou quatro autores abordam os motoristas em pontos pouco movimentados, subidas íngremes e estradas.
Eles em seguida levam o caminhoneiro para o mato e o mantêm refém até que os demais integrantes do bando consiga sumir com a carga. Depois disso, abandonam o caminhão vazio em algum lugar onde seja mais difícil de encontrá-lo.

Entre os alvos da operação há um dono de açougue em Anápolis e Goianésia que, segundo a polícia, comprava cargas de gado roubadas. Ele cuidava do abate dos animais e encaminhava grande parte da carne para o DF e abastecia mercados de pequeno e médio porte de Ceilândia, Samambaia, Gama e Santa Maria.
A operação é realizada em parceria com o Grupo Especial de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Gepatri), da Polícia Civil de Goiás. Outros três suspeitos de integrar o bando foram presos durante as investigações. Eles têm passagens por homicídios e roubos de cargas e crimes contra o patrimônio em diversas unidades da federação. A desconfiança é que o grupo age há pelo menos um ano.

Anicetus


Anicetus foi um homem liberto que serviu sob o comando de Nero como comandante da Frota Real e tornou-se pirata do Mundo Antigo, atuando no período de 69 d.C., de origem grega.
Após a morte de Nero e juntamente com Vitellius, Anicetus se voltou contra Vespasiano e destruiu a frota naval Romana.
Em seguida, se dedicou à pirataria e sua revolta foi derrotada pelos reforços das tropas de Vespasiano e em seguida morto.

Fonte:Reprodução/G1DF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário