OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Saiba quem são os 8 deputados que votaram contra pedágios em Goiás.

A Assembleia Legislativa aprovou ontem, por 21 votos a 8, projeto que regulamenta concessões de exploração das rodovias estaduais. Os votos contrários foram apenas oito, dos seguintes deputados: Bruno Peixoto (PMDB), José Nelto (PMDB), Humberto Aidar (PT), Luis Cesar Bueno (PT), Isaura Lemos (PCdoB), Waguinho Siqueira (PMDB), Major Araújo (PRP) e Paulo Cezar Martins (PMDB).


O projeto do governador Marconi Perillo (PSDB) vai conceder a prestação dos serviços de operação, manutenção, conservação, monitoramento e implantação de obras de infraestrutura, bem como de outras melhorias, nas rodovias estaduais GO-010, trecho entre Goiânia e entroncamento com a GO-330; GO-020 trecho entre Goiânia, Cristianópolis, Pires do Rio e Catalão; GO-060 trecho entre Goiânia, São Luiz de Montes Belos, Iporá e Piranhas; GO-070 trecho entre Goiânia e Cidade de Goiás, GO-080 entre Goiânia, São Francisco de Goiás até o entroncamento com a BR-153 e GO-213 trecho entre Morrinhos, Rio Quente e Caldas Novas.

Os pedágios de Goiás tendem a ser os mais caros do Brasil, pelo texto do projeto, comparáveis aos de São Paulo.
Fonte:Reprodução/Goiás Real.

Nota da redação do Blog Olhar Cidadão Silvaniense:
Usuários das rodovia GO-010 e GO-330, Leopoldo de Bulhões/Goiânia e Leopoldo de Bulhões/Anápolis, com a criação da praça de pedágio no entroncamento da GO-010 e GO-330, nas proximidades da granja, vão pagar pedágio, que como informado na matéria acima, tendem a ser os mais caros do Brasil, comparáveis aos de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário