OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

sábado, 27 de janeiro de 2018

Moradores da rua não pavimentada que liga o Bairro Deco Correa ao Bairro Jorge Barroso, em Silvânia, reclamam do esquecimento por parte do Poder Público Municipal, daquela importante via pública que está intransitável há vários meses e ainda se mostram indignados com o fato de lâmpadas pagas dos próprios bolsos terem sido trocadas por outras mais fracas, tornando o local que é cheio de lotes baldios, mato e buracos, ainda mais perigoso.

Imagem de alguns meses atrás,
atualmente a situação do local ainda é pior
com aumento do buraco e do mato que tomou
conta da estrada.
Foto:Interleitor.
Nossa reportagem é acionada constantemente por moradores da rua não pavimentada que liga o Bairro Deco Correa ao Bairro Jorge Barroso, em Silvânia, que reclamam do esquecimento por parte do Poder Público Municipal de Silvânia, em não manter o local transitável problema que ocorre há vários anos, e nos últimos meses a importante ligação de bairros se tornou intransitável, devido ao mato e ao grande buraco que se formou no local e que com o período chuvoso com o acúmulo de água, se tornou ambiente propício para a reprodução do Aedes aegypti, transmissor de várias doenças graves como:dengue, chikungunya, zika e febre amarela.


Os moradores, principalmente aqueles que residem na continuação daquela rua, na Rua 10, no Bairro Jorge Barroso, reclamam ainda, da grande quantidade de mato e buracos locais utilizados para o tráfico e uso de drogas, esconderijos para bandidos e da ausência de iluminação pública de qualidade, há relatos de moradores que gastaram R$ 260,00 (duzentos e sessenta reais) do próprio bolso comprando lâmpadas de boa qualidade e consequentemente de boa iluminação e que recentemente foram trocadas por lâmpadas inferiores e de fraca iluminação, deixando a rua mais escura.

Situações assim, tem causado revolta uma vez que o cidadão que não paga o IPTU, tem seu nome protestado em cartório, todavia, não tem direitos respeitados.

Desta forma, cobram providências urgentes por parte do Poder Público Municipal para resolução dos problemas e a devolução dos direitos cerciados como ir e vir e a segurança de seus imóveis.
PRIMEIRO, VOCÊ VÊ AQUI!
Depois...


BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE, REFERÊNCIA EM INFORMAÇÃO, INDISCUTIVELMENTE, VOCÊ BEM INFORMADO!

REPRODUÇÕES SÃO AUTORIZADAS DESDE QUE A FONTE DAS INFORMAÇÕES SEJA DIVULGADA.

Um comentário:

  1. E realmente não é consoante altos impostos cobrados aos munícipes e um serviço péssimo prestado pelo poder público municipal .Onde está o poder Legislativo municipal e o Ministério Público para cobrar medidas .Vou responder .O poder legislativo cúmplice é o ministério público que no nosso município parece que nem existe.

    ResponderExcluir