OBTENHA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE OS MELHORES COMÉRCIOS E PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SILVÂNIA E REGIÃO, TEM PARA LHE OFERECER, CLICANDO SOBRE OS ESPAÇOS DE PUBLICIDADE ABAIXO:

quarta-feira, 23 de maio de 2018

CORPO ENCONTRADO NO MUNICÍPIO DE GAMELEIRA DE GOIÁS, NA MANHÃ DESTA QUARTA-FEIRA, 23/05/2018:PERÍCIA REVELA DETALHES DO ASSASSINATO DE JOVEM ESFAQUEADO EM ANÁPOLIS.

A informação de que um corpo foi encontrado próximo a cidade de Gameleira de Goiás, na manhã desta quarta-feira, 23/05/2018, parecia ser a solução de um caso que se arrastava há 10 dias.

O corpo do jovem Erike Jhony, 16 anos, esfaqueado em 13 de maio no Residencial Buritis, em Anápolis, e que estava desaparecido há mais de 10 dias e uma equipe de Policiais e Bombeiros esgotavam a cada dia as possibilidades de encontrá-lo.

Ao chegar no local, Policiais Civis e Peritos do IML se depararam com um cenário de barbárie que, em um primeiro momento, deixou as autoridades perplexas com a situação. Apenas a ossada de Erike estava no local, o que não é compatível com a velocidade estimada de decomposição de um corpo nas condições do local, próximo a uma plantação de milho.

O delegado do Grupo de Investigação de Homicídios de Anápolis, Dr.Cleiton Lobo, que é responsável pelo caso, explicou que, em locais quentes, a decomposição é mais rápida, mas informou que animais podem ter desfigurado e alterado o corpo.

“Tinha costela dele separada, o crânio estava separado do corpo. Não era para estar assim”, afirmou o Delegado.

Imagens divulgadas pela Polícia Civil no momento em que o corpo foi encontrado geraram polêmica e dúvidas sobre a identidade do cadáver encontrado.

“É ele”, garantiu o delegado Cleiton Lobo, ao explicar que a família do jovem Erike o identificou por uma pulseira, o par de tênis e roupas que ele utilizava no dia em que foi esfaqueado. Por causa de uma briga que houve na sexta-feira (11 de maio), Dr.Cleiton Lobo, acredita que o crime “foi uma vingança”.

Erike teria esfaqueado os suspeitos de tê-lo matado. “É você que gosta de furar os outros, não é?”, teria dito um dos suspeitos antes de desferir golpes contra o rapaz.

Ainda de acordo com o delegado Cleiton Lobo, o corpo foi deixado em uma área distante do local do crime para despistar as autoridades policiais.

“As investigações revelaram que no último dia 13 de maio, o rapaz foi colocado no porta-malas de um Astra de cor prata pelos possíveis autores.Ontem, 22, durante as buscas, foi encontrado um edredom utilizado pelos criminosos para cobrir o banco do carro onde a vítima estava”, explicou em nota a Polícia Civil de Anápolis.

Fonte:REPRODUÇÃO/ANÁPOLIS NOTÍCIAS URGENTES.

BLOG OLHAR CIDADÃO SILVANIENSE, REFERÊNCIA EM INFORMAÇÃO, INDISCUTIVELMENTE, VOCÊ BEM INFORMADO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário